Federação Pró Costa Atlântica

Obra na Tamoios abre 6.000 novos empregos

Noticia

A duplicação do trecho de planalto da Rodovia dos Tamoios (SP-99) vai gerar 6.000 empregos diretos e indiretos a partir do mês que vem, quando as obras entram num ritmo mais forte.
A previsão, da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), foi informada ontem a O VALE. A expectativa é que parte da mão de obra seja contratada junto às cidades da região.
As prefeituras de São José, Paraibuna e Jambeiro informaram outrora que trabalhariam para mediar essas contratações, priorizando a população local.
Iniciadas no começo deste mês, as obras de duplicação estão sendo realizadas pelas empresas Encalso e S.A Paulista, que em consórcio venceram a licitação por R$ 557,4 milhões.
No cronograma de serviços, o pico das obras deve ser atingido em julho, com mobilização iniciando-se já no mês que vem.
Com término previsto para dezembro de 2013, a duplicação da SP-99 começou pelo planalto, num trecho de quase 49 quilômetros (entre o km 11,5 e o km 60,48), entre São José e Paraibuna.
A obra é promessa recorrente dos governos tucanos no Estado desde 1994, quando foi objeto de campanha do governador eleito naquele ano, Mário Covas.

Pacote. Além do planalto, a Nova Tamoios também terá seu trecho de serra duplicado e a construção de contornos viários para desafogar o trânsito nas cidades do litoral.
Parte mais custosa do projeto, o trecho de serra terá seu EIA/Rima (Estudo e Relatório de Impacto Ambiental) finalizado em julho pelo governo do Estado. O documento é a primeira etapa para obtenção das licenças ambientais.
“Estamos concluindo o estudo ambiental e em julho deveremos apresentá-lo”, afirmou o diretor do DER (Departamento de Estradas e Rodagens), Clodoaldo Pelissioni.
O EIA/Rima será analisado pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente, que deverá marcar audiências públicas para debater o projeto.
“É a partir do EIA/Rima que daremos início aos estudos de compensações ambientais”, disse Pelissioni.
“Além desses estudos, precisamos ver todo o contexto dos investimentos que o litoral está recebendo, como Tamoios, porto, ampliação da Petrobras. É importante equalizar, com governança, desenvolvimento com cuidado ao meio ambiente”, afirmou o ambientalista Beto Francine.

SAIBA MAIS

Promessas
- Em 1994, durante campanha, Mário Covas (PSDB) prometeu que viabilizaria as obras de duplicação da Rodovia dos Tamoios, pleito antigo dos prefeitos do Vale
- Em 2002, também durante campanha, o sucesso de Covas, Geraldo Alckmin (PSDB), que tem berço político no Vale do Paraíba, também se comprometeu com a duplicação
- Em 2010, ao voltar a disputar o governo do Estado, Alckmin tomou a duplicação da Tamoios como principal obra a ser realizada em sua gestão

Pacote
- A duplicação da Tamoios começará pelo planalto, num trecho de 49 quilômetros, por R$ 557 milhões. As obras devem durar 20 meses
- A duplicação do trecho de serra e contornos está em estudo. A Nova Tamoios deverá custar R$ 4,9 bilhões

Imprensa

Artigos

É preciso mudar!

Devemos fazer uma reflexão sobre as eleições em São Sebastião. Eu, pelo menos, quero fazê-la. Em primeiro lugar,...

CONTINUA

Deus é Sebastianense

Continuo achando que Deus é sebastianense. Morros desabaram por tudo quanto foi canto, tragédias enormes se abateram s...

CONTINUA

PARCEIROS